sábado, 2 de outubro de 2010

Destino? Coincidência? Quem poderá explicar?

Mayra, atrasada como de costume, mal sabia o que estava prestes a acontecer. Como podia chegar atrasada no primeiro dia como monitora? Há defeitos que nunca são desfeitos, talvez por sustentarem toda uma personalidade. Mas voltemos aquele dia...Mayra logo se acordara e quase desistiu de ir para a sala de aula, mesmo sabendo da responsabilidade que tinha assumido. Acomodada que só ela, sabia que sua amiga Juliana  iria contornar seu atraso . Corredor longo, coração palpitante, passos largos, já estava atrasada uns 40 minutos. Entrou na sala, com seus cabelos longos e ruivos esvoaçantes, observou seus novos "alunos" e logo ficou nervosa, mas não demonstrava para eles, afinal, ela nunca mostrava sua fraqueza. Ficou aliviada quando viu sua amiga. A professora sorriu, pouco se importava com seu atraso portanto que ficasse em seu lugar dando a aula. Soraya era seu nome, com seus 45 anos de idade, faceira, com espírito jovial, não dava uma aula completa, fazendo com que suas monitoras as desses por ela. Logo que Mayra chegou na sala, ela saiu, deixando-as monitorando e ajudando os alunos. Uns 30 alunos estavam naquele dia, dividido em bancadas, o cheiro de formol ainda estava no ar, jalecos brancos, num calor infernal. Foi neste instante que Mayra o encontrou, aqueles cabelos longos e olhos perturbadores. Quero ficar com essa turma da esquerda - disse Mayra. Juliana concordou e logo foi dar sua monitoria ao outro grupo, animada e simpática como sempre. Não sabia ao certo o porquê tinha escolhido ficar com aquele grupo do lado esquerdo, ou talvez sabia muito bem...Aquele menino tão diferente tinha se conectado a ela, de uma forma espiritual como ela descreve após anos deste acontecimento. Começa a sua monitoria, sente-se vibrante com tantos prestando atenção ao que falara e isto é o que ela mais gosta do mundo: ser o centro das atenções. Ah! como ela olhava para ele, e como gostava quando ele desviava o olhar, da sua voz trêmula, da sua fraqueza. Fazia isto simplismente por provocação, como fazia com todo mundo. Mal sabia em tudo que estava prestes a acontecer...Após a monitoria todos se vão, mas Mayra e Juliana ali ficam. Mayra então pergunta: - Você viu aquele menino de cabelo grande? - Não - responde Juliana. Mayra insiste: - o que estava no meu grupo!!! - Não, mas vi um menino bonitinho de olhos claros...Naquele instante Mayra não conseguia pensar em outra coisa, Juliana falava e suas palavras não eram escutadas, não conseguia parar de pensar nele e não sabia porquê...Logo parou de pensar, afinal, ele só chamara atenção por causa dos seus cabelos, pensara...

4 comentários:

  1. :/ e o resto ? agora que tava ficando bom acabo

    ResponderExcluir
  2. Muito bom!!!

    Estou te seguindo, aguardo retribuição!

    ^^

    http://gibitecalomania.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Opa...ficou faltando um pedaço...certamente, o destino há de aprontar as suas.

    Te sigo!

    ResponderExcluir
  4. Gostei do texto, mas também fiquei esperando por uma continuação. Está legal o blog, só está um pouco difícil de ler a letra azul com o fundo preto.

    Estou te seguindo.

    Beijo

    ResponderExcluir